Desodorantes com fórmulas naturais ganham espaço no mercado

Componentes como alumínio e parabenos podem desencadear problemas de saúde

Foto: Reprodução


Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, o brasileiro é o povo que mais usa desodorante no mundo – 89% da população utiliza o produto diariamente e não é difícil identificar o motivo, já que estamos num país tropical. As altas temperaturas favorecem a produção de suor, que funciona como uma forma de resfriamento natural do corpo.

Os produtos disponíveis no mercado são de fato efetivos para o controle da transpiração, mas apresentam em sua fórmula ingredientes nocivos à saúde como: sais de alumínio e parabenos. Pensando num produto de qualidade e livre desses componentes, a Schraiber - empresa que produz suplementos alimentares, phytocosméticos e insumos homeopáticos – lançou recentemente o Desodorante Rollon, que tem como principais características a não utilização de substâncias de origem animal e também nenhuma substância que dependa de testes em animais. Nas opções sem perfume e com fragrância de alecrim, eles não contêm alumínio - substância conhecida por ser nociva à saúde – nem parabenos - que podem causar reações alérgicas e envelhecimento precoce da pele.

Malefícios

O alumínio atua obstruindo os poros das axilas, impedindo assim a passagem do suor. No entanto, essa ação bloqueadora pode ser considera prejudicial, pois sem transpirarmos não ocorre o equilíbrio térmico. Além disso, a transpiração ajuda a liberar as toxinas do corpo, desta forma sem a transpiração, essas substancias permanecem no organismo, podendo causar doenças.

Além disso, estudos indicam que o alumínio pode ser muito nocivo para a saúde. Como as moléculas do composto são pequenas, elas conseguem penetrar pela pele, entrando no nosso sistema sanguíneo com facilidade. Com o acúmulo de metais, o corpo passa por um processo inflamatório e dependendo da gravidade, desencadeia doenças.  

Já os parabenos são conservantes que podem causar alergias, irritações nas axilas e o envelhecimento precoce da pele.