Saiba cuidar dos cabelos no verão

Na medida do possível, sempre enxágue os fios com água normal depois de um mergulho no mar ou na piscina

Foto: Reprodução


O cabelo também sente os efeitos do aumento da temperatura. Assim como a pele precisa de cuidados especiais e proteção contra os efeitos maléficos do sol, as madeixas também exigem atenção extra, principalmente se elas passaram por algum processo químico e a intenção é aproveitar o mar ou a piscina.

Os danos acontecem porque hoje a grande maioria das mulheres, e homens também, submete-se a muitos processos químicos: são escovas progressivas, balaiagem, mudança da coloração dos fios, o que já traz um dano primário da estrutura capilar. E todas as vezes que esse cabelo, que já tem um dano estrutural, é submetido à exposição do mar, por causa do sal e iodo, ou mesmo à areia, cloro, vento e sol, ocorrem danos na estrutura da cutícula, na ceramida do fio. Acontece uma alteração na quantidade de proteínas presentes na haste, a coloração se modifica. Também ocorre um processo de desproteinização do fio, que sofre com a miniaturização, e com isso surgem as fraturas e microfraturas da haste capilar.

De acordo com os dermatologistas, a única maneira de evitar danos nos cabelos é protegendo-os. Isso pode ser feito com o uso de boné ou chapéu de abas largas com proteção de fibra ultravioleta FPS 50, presente no próprio material de confecção tanto do chapéu quanto do boné.

Na medida do possível, sempre enxágue os fios com água normal depois de um mergulho no mar ou na piscina. Se não tiver uma ducha por perto, use uma garrafinha de água mineral. E se você passar muitos dias na praia ou curtindo a piscina, utilize um shampoo antirresíduos uma vez por semana, para limpar bem o cloro e o sal.

PROTEÇÃO ANTIOXIDANTE

Para quem está pensando em descolorir os cabelos, antes disso é importante apostar em uma proteção antioxidante adequada, para preservar a massa proteica e restabelecer a função de barreira do fio. Isso porque, no procedimento, acontece um dano na estrutura proteica e também cuticular. Vamos conhecer alguns ativos que prometem cuidar dos fios que serão submetidos ao processo químico.

AMDM – Diminui o impacto da água oxigenada, protegendo o couro cabeludo e reduzindo o estresse oxidativo.

HidraSil – É o silício ligado ao pantenol que mantém a auto hidratação e proteção da estrutura da queratina e no caso de colorir também temos uma desidratação dos fios, e o HidraSil ajudará manter a hidratação do fio.

Liponutrium Hair – Para melhorar a fração lipídica intra e intercutículas, o ativo Liponutrium é um complexo de óleos vegetais. Possui alto poder de penetração na fibra, elevada afinidade e interação com as estruturas capilares lipídicas internas e externas, de forma a garantir a proteção dos fios danificados e ressecados.

ReparAge – É uma matriz polimérica e uma sequência de aminoácidos essenciais para formação da queratina, serina, ácido glutâmico e cisteina; o ativo repõe aminoácidos e proteínas, devolvendo a saúde capilar. Além disso, aumenta o diâmetro do fio e impede a cascata de danos resultantes do envelhecimento ambiental.

Tamariliz – É um polissacarídeo do tamarindo que restabelece a coesão dos fios rompidos e mantém a hidratação de forma intensa.

Amisol Trio – Forma um filme ao redor do fio, por seu composto fosfolipídico, de maneira a preservar os cabelos das agressões.

Shield MDC – Novidade no ramo de ativos capilares, são melanoidinas extraídas do café torrado que atuam contra as radiações UV, luz visível e têm ação antipoluição, protegendo os fios descoloridos dos danos dos radicais livres.