Mobiliário do futuro promete mais facilidade no dia a dia

Acompanhando as novidades do mercado, merece destaque o segmento mobiliário e de decoração com o lançamento dos chamados móveis inteligentes

Os objetos futurísticos dos filmes de ficção agora estão acessíveis para quem não abre mão da comodidade na vida real. A partir das transformações no comportamento dos consumidores, as inovações tecnológicas também estão se adaptando para oferecer o que há de melhor em produtos e serviços.

Acompanhando as novidades do mercado, merece destaque o segmento mobiliário e de decoração com o lançamento dos chamados móveis inteligentes. “Os produtos inteligentes existem desde camas motorizadas e sofás com carregador para Iphone até tecidos fáceis de limpar. Estes itens de mobiliários surgem para demonstrar cada vez mais a intenção de aliar praticidade ao conforto”, comenta João Juchem, presidente da Base, associação de lojas voltadas ao segmento de arquitetura e decoração.

Seguindo essa linha, um exemplo de produto ousado é a poltrona que emite luz ambiente. Composta por plástico de alta resistência e acumulador de bateria, a luminosidade da peça pode ser viabilizada sem a necessidade de fios, o que realça ainda mais os ambientes. De acordo com a empresária Vanessa Giacometti, o desafio de unir informalidade, elegância e funcionalidade em uma única peça, pode ser uma tarefa ousada.  

Além do enfoque hi-tech, a utilidade para o dia a dia marca presença nos mobiliários inteligentes. Joana D’arc Jacoski,  dona de duas lojas, destaca a vantagem dos tecidos inteligentes para estofar e recobrir cadeiras, sofás e pufs. “Os tecidos antibacterianos podem ser laváveis a mão e na máquina, uma vez que repelem líquidos e sujeiras frescas com maior durabilidade. Além dele, os tecidos O’bravia, confeccionados em poliéster, também são inteligentes por possuir tratamento anti-mofo e anti-uv, sendo impermeáveis”, comenta.

As peças de caráter multifuncional e sustentável também oferecem facilidades para as necessidades atuais do consumidor, tais como economia de energia e espaço. Pensando nisso, designers tem apostado na versatilidade de móveis inteligentes, como cadeiras desdobráveis, mesas de tampo multifuncional e camas retráteis. Seguindo essa tendência, uma peça que ilustra a otimização de espaços é o berço que se transforma em peças para o quarto infantil. De acordo com Luis Miguel, esse mobiliário pode ser utilizado até, aproximadamente, três anos de idade. Após isso, o berço pode ser separado em peças como cama com grades de segurança, mesinha, prateleira com nichos e até mesmo em quadro negro. 

Apesar da facilidade proporcionada pelos mobiliários inteligentes, é importante considerar questões como durabilidade, finalidade dos produtos e cuidados necessários. A profissional Juliana Manieri, da Baden Banho, dá algumas dicas para quem pretende adquirir algum item de mobiliário inteligente: “A escolha deve ficar por conta de peças que facilitem o trânsito no ambiente e que, se tiverem apelo tecnológico, que os mesmos sejam fáceis de manusear. Além disso, é importante que tenham assistência técnica disponível em caso de problemas”, orienta.

*Informações da Prime Comunicação