Será que tentar montar um móvel sozinho vale a pena?

Prática pode acabar danificando e diminuindo a vida útil do objeto

Foto: Divulgação


Comprar um móvel novo é tudo de bom. Nós escolhemos todas as características que sempre sonhamos, desde a cor do puxador até o acabamento da superfície, e finalmente encontramos um que seja perfeito. Não importa de qual grupo façamos parte, dos que preferem ir até a loja ou dos que escolhem pela internet, a expectativa de esperar o móvel chegar em casa é muito grande. Mas, quando ele chega, tem uma diferença da loja ou das fotos: ele está desmontado.

Nessa hora, dá vontade de incorporar as habilidades do MacGyver para montar o móvel, mesmo sem saber, mas essa técnica que parece ser mirabolante pode trazer sérios problemas. Por isso, é melhor deixar isso para lá. Acredite.

Por que a prática pode trazer problemas?

Montar um móvel pode não parecer tão difícil, mas na verdade é. Se você já comprou algum móvel e tentou montar sozinho, deve saber muito bem disso. Alguns móveis até vêm com um manual de instruções - que muitas vezes ainda é descartado, afinal, quem lê os manuais, pensamos nós? Porém, por si só, ele não fará nenhum milagre.

Imagine que você recebeu um manual de como montar um carro, com todas as fotos e um passo a passo bem prático. Mesmo assim, se você não entender sobre o assunto, não vai conseguir montar direito. O mesmo acontece com os móveis.

Prender um parafuso no lugar errado, rosquear demais, encaixar as cavilhas (aqueles pininhos de madeira) muito no fundo dos buracos ou esquecer de colocar uma arruela já pode colocar em risco toda a estrutura do móvel, seja ele qual for.

Enfim, são várias as dificuldades que você pode encarar na hora de tentar montar um móvel, isso sem falar de saber qual peça encaixa em qual lugar. E se alguma coisa der errado, você pode estar pensando, será que tem como consertar?

Deu errado. Será que dá para consertar?

Se você, mesmo assim, tentou montar o móvel sozinho e alguma coisa deu errado, deve estar na dúvida se dá para arrumar. Depende do que tiver acontecido: com sorte até dá, mas pode ser que não.

Se um parafuso tiver entortado, é só levar até uma loja especializada em parafusos. Porém, se você fez um furo que não deveria ou quebrou alguma das peças do móvel, a solução já fica mais complicada. Mesmo que você leve essa peça para um marceneiro, nem sempre ele terá a madeira naquela mesma tonalidade para poder cortar um novo pedaço - isso quando o móvel é de madeira.

Se ele for de alumínio, metal ou qualquer outro material, procurar por profissionais que trabalhem com isso pode dar certo, mas mesmo que eles consigam fazer outra peça para você, o serviço pode sair bem caro.

Além disso, sempre existe aquele risco de que a tonalidade ou os veios da madeira fiquem diferentes, e aí realmente não há muito o que fazer.

Consegui montar o móvel. Problema resolvido?

Depois de muito quebrar a cabeça, procurar por tutoriais na internet e perder algumas noites de sono, finalmente você consegue montar o móvel - pelo menos aparentemente.

Pode até parecer que o móvel está montado, mas quem garante que ele está resistente? Será que realmente vai durar por muito tempo? E quando colocar alguma coisa dentro dele, será que vai aguentar a carga?

A bem da verdade é que não dá para responder essas perguntas sozinho. Pode até ser que você tenha montado tudo direitinho, mas sempre existe a chance de ter feito algo errado.

Um dos lados do móvel pode estar menos resistente ou ele pode ficar penso para sempre. No caso de uma cadeira, por exemplo, ela pode ter perdido muito de sua resistência se a fixação não estiver perfeita. No final das contas, a vida útil do móvel pode diminuir muito, mesmo que seja por algo mais simples.

Então, o problema já mais sério não é com a aparência, mas sim com a funcionalidade e a resistência. Inclusive, as chances de que aconteça um acidente são bem grandes, e é claro que ninguém quer passar por isso.

Logo, a ideia de tentar montar um móvel por conta própria deve ser deixada de lado - a menos que você seja um montador de móveis, é claro.

Montador Profissional

Fala sério: você demorou tanto para escolher o móvel, encontrou um que era perfeito para o que procurava e ainda pagou caro por ele. Com tudo isso, será que vale a pena arriscar tudo e tentar montar sozinho? É claro que não!

Um montador de móveis profissional sabe muito mais do que simplesmente encaixar os parafusos e cavilhas no lugar certo. Ele entende onde fica a maior tensão no móvel, sabe como deixá-lo retinho e já montou centenas de móveis ao longo da vida.

Tanto isso é verdade que muitos montadores nem precisam estudar muito o manual: só uma olhadinha já basta para que eles consigam montar o seu móvel - e em muito, mas muito menos tempo do que você demoraria.

Da mesma forma que você é um profissional, entende do que faz e sabe que não é qualquer pessoa que dá conta de fazer o seu trabalho, o mesmo se aplica a um montador de móveis e também a profissionais de todas as áreas.

Por isso, seja para consertar o seu carro, instalar um novo sistema elétrico em casa, montar um móvel ou para fazer uma boa limpeza residencial, sempre procure por profissionais. Assim, você manda os problemas para bem longe!