Maximalismo: misturar é a tendência da vez

A principal marca do estilo é a explosão de combinações, sem monotonia

Foto: Reprodução


Cores intensas, mistura de estampas, materiais e texturas, ousadia e irreverência. A principal marca do Maximalismo é a explosão de combinações, sem monotonia. Atualmente, em alta na decoração, essa tendência já foi observada em outros meios de arte.

Na literatura, o termo foi associado aos romances pós-modernos, no qual digressão, referência e elaboração de detalhes ocupam grande parte do texto. Já nas artes visuais, é utilizado para descrever um grupo de artistas do final da década de 70, que surgiram em oposição ao do minimalismo redutivista.

Especialmente representando um contraponto ao minimalismo, é possível observar o uso de objetos ecléticos e uma decoração livre, que segue a tendência do faça-você-mesmo.