Por que fazer seguro viagem para gestantes

Empresa listou as informações mais importantes para o momento da contratação do serviço

Foto: Divulgação


Já pensou estar grávida, viajando em outro país e de repente ter a bolsa rompida? Se a gestante tiver um seguro viagem, poderá se preocupar apenas com o nascimento do seu filho. Mas, se não tiver, a família pode começar a se preocupar também com os gastos e já preparar o bolso para as despesas de um parto no exterior.

Nos Estados Unidos, por exemplo, um parto normal pode custar cerca de US$ 10 mil, enquanto uma cesárea sairia por US$ 15 mil, de acordo com a Federação Internacional de Planos de Saúde. Em reais, a gestante poderia ter que desembolsar cerca de R$ 55 mil.

Mas, fora a chance de ter um parto prematuro, será que viajar grávida é um problema? Para alguns, isso é motivo de muito receio, ainda mais quando a viagem em questão é para o exterior e quando a gestação já está um pouco mais avançada. Mas, a verdade é que se a gestante tiver bem amparada durante este momento, não há o que temer. Por isso, seguros viagem para grávidas são essenciais e podem salvar a vida da mãe, do bebê e também o bolso das famílias, já que os gastos no exterior podem ser altíssimos.

Para ajudar a organizar a viagem das gestantes, a ComparaOnline, marketplace de comparação de seguros e produtos financeiros, separou uma lista de informações para as famílias que viajarão em companhia de uma gestante. Veja com o que se atentar na hora de contratar um seguro viagem para grávidas:

Idade gestacional

A primeira atenção que se deve tomar ao contratar um seguro viagem para gestante é informar a idade gestacional e confirmar se a seguradora cobre a mulher nestas condições. A grande maioria dos seguros cobrem até a 32º semana de gestação e com um limite de 40 anos da gestante. Porém,acima de 28 semanas é necessária autorização médica por escrito (essa exigência também é feita pela própria cia aérea)

Escolha sempre planos mais completos

Na contratação de um seguro viagem para gestante, o mais importante é escolher um plano com assistência médica de valor maior, visando prever possíveis custos de procedimentos para complicações da gestação. Importante saber: os serviços de um seguro viagem de uma gestante não diferem dos seguros "normais". A cobertura está atrelada ao valor contratado de assistência médica (30 mil, 60 mil, 100 mil, 300 mil), desde que se enquadre em procedimentos de urgências e emergências médicas.

Urgências médicas

Todos os seguros viagem cobrem urgências e emergências médicas da gestante. Dessa forma, com um seguro viagem completo, caso a gestante precise fazer um parto de emergência poderá ser feito.

Seguros viagem para gestantes X seguros viagem regulares

Em geral, a maioria dos planos "regulares" já possuem cobertura para gestante sem alteração do valor do seguro. O que pode ser feito em algumas seguradoras é a contratação de uma cobertura adicional de despesas médicas.

Procedimentos não cobertas pelas seguradoras

Consultas de curso normal (pré-natal), abortos provocados e despesas médicas com o recém-nascido (incluindo cuidados neonatais) não são cobertos pelas seguradoras.

 

>> Sobre a ComparaOnline

A ComparaOnline é um marketplace de comparação de seguros e produtos financeiros. Fundada em 2009 no Chile, a empresa também está presente no Brasil e Colômbia. Por meio do site é possível comparar seguros de automóveis e de viagens. Além disso, a ComparaOnline também oferece a possibilidade do consumidor encontrar comparação de cartões de crédito, seguro de vida, consórcio de carro, moto e imóveis.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação


MARIA HELENA LERSCH

maria@gazetadosul.com.br