Elas indicam: dicas de organização

Hoje a gente te conta como é fácil manter uma rotina mais organizada ao seguir alguns hábitos simples

Foto: Alencar da Rosa


Dica da Paola Severo
Bullet journal

Foto: Divulgação

O meu primeiro passo para uma organização eficiente veio quando comecei a usar o bullet journal. O BuJo, como também é conhecido, é um método criado pelo designer Ryder Carroll. É uma mistura de agenda, planner, diário e caderno de anotações, tudo no mesmo lugar. Você compra um caderno com as páginas em branco, quadriculado ou pontilhado e desenha as páginas de cada mês e semana de acordo com a sua necessidade. É ideal para quem não se adapta a agendas normais. Eu até comecei a usar um planner esse ano e gostei bastante, mas não abandonei o journal pela liberdade de usar mais páginas em um mês e menos em outro.

Você pode definir as prioridades e tarefas de cada mês, usando listas, e distribuindo as tarefas a serem feitas entre os dias da semana. Junto com essas anotações, vão legendas para tarefas, eventos e notas. Você também pode marcar se as tarefas foram cumpridas, migradas para a outra semana ou mês ou se foram canceladas. Para quem tem uma memória meio bagunçada como a minha, é ótimo ter esse registro, para não esquecer nenhuma obrigação social, profissional ou financeira. O bullet journal também é ótimo para quem é apaixonado por papelaria e compra várias canetas, adesivos e não tem onde usar tudo isso. Decorar as páginas deixa o BuJo ainda mais com a sua cara e serve como relaxamento. O Instagram e o Pinterest estão cheios de dicas de quais páginas criar e como decorar o caderno.


Dica da Tássia Carvalho
Classificação das tarefas

Foto: Divulgação

Minha dica de organização, que procuro sempre levar comigo, principalmente no ambiente profissional, é saber classificar o que é essencial para um fluxo de trabalho organizado e, consequentemente, para o aumento da minha produtividade. Infelizmente, não dá para querer abraçar o mundo (bem que a gente queria) e fazer tudo. Pode até dar certo, mas será que ficará bem feito? O jeito é administrar as demandas recebidas, identificar o que tem que ser feito rapidamente e o que podemos deixar para depois. Dessa forma, minhas tarefas são classificadas em: urgente, importante e não importante.

Costumo definir aquilo que for urgente, como coisas que devem ser solucionadas imediatamente. Já as tarefas importantes, sei que posso fazer depois, ou até mesmo amanhã, mas nunca deixando-as para trás. Não importantes são aquelas que posso determinar um tempo a mais para realizar. Utilizando este planejamento, foco em eliminar de vez as tarefas urgentes e importantes e reduzo as não importantes. Esta dica se encaixa perfeitamente na vida profissional, pois com ela você consegue executar o que tem para fazer e ainda entregar um bom resultado.


Dica da Bruna Lovato
Organização da roupa

Foto: Divulgação

O dia a dia é sempre muito corrido. Ainda mais para quem trabalha fora, é dona de casa e mãe. Qualquer minuto de tempo livre tem que ser bem aproveitado, porque senão depois a tal tarefa pode ficar atrasada.

Uma dica de organização que uso sempre é deixar a roupa do dia seguinte pronta. Na noite anterior, dou aquela conferida básica na temperatura, ali pelo aplicativo do celular mesmo, e vou para o roupeiro. Naqueles dias, em que a previsão parece um pouco incerta, deixo uma segunda opção, de casaco por exemplo, um mais fino e outro mais grosso. Fica tudo separadinho.  Isso vale para a roupa do filho também.

Além disso, adaptei na minha rotina a deixar meu café da manhã pronto na cozinha, arrumar a mochila do filho para a creche, logo quando ele chega em casa, e ainda colocar roupa na máquina à noite para estender no varal antes de sair pro trabalho na manhã seguinte. Tudo coisas simples, mas que ajudam um bocado.


Dica da Naiara Silveira
Google Drive

Foto: Divulgação

Eu sou o tipo de pessoa que até tenta, mas não consegue ser suuuper organizada, sabe? Em uma dessas tentativas (e uma das poucas que deu certo até hoje), eu busquei o Google Drive para me ajudar. Lá, eu mantenho uma pastinha com todos os meus documentos digitalizados (uso o app CamScam, que a Marília Nascimento recomendou em outro Elas Indicam). Isso ajuda para aqueles momentos em que a gente tem que preencher algum formulário e não tem os docs junto, ou para emergências. Já me salvou o dia muitas vezes e sempre mantenho a pasta atualizada. O mesmo vale para quem tem filho.

O importante também é ter o app do Drive no celular, porque daí o acesso é muito mais prático. Eu uso o Drive para organizar outros arquivos também, como os trabalhos da faculdade por semestre e disciplina, um portfólio profissional por ano, e fotos por ocasião, por exemplo. Você pode encontrar a melhor forma de fazer ele te ajudar na sua própria organização e para as coisas que você mais precisa!


Dica da Lua Rodrigues
Bloco de notas do celular

Foto: Alencar da Rosa

Minha dica para manter a organização é usar o bloco de notas do telefone. Coloco por lá coisas simples, mas que uso no dia a dia. Por exemplo: o CEP da casa (que nunca consigo decorar), o CPF da minha filha, o número do cartão de crédito, etc. Também faço a lista de mercado por ali, deixo tags salvas para postar nas fotos, e até as matérias para o Gaz escrevo nele quando necessário.

Outra dica é sincronizar o bloco de notas com a nuvem (eu uso o iCloud). Agora troquei de telefone e foi só baixar o backup de lá para que todas as minhas anotações estivessem salvas no aparelho. Pode parecer uma dica simples, mas ajuda muito na organização.


Dica da Marília Nascimento
Anote tudo

Foto: Alencar da Rosa

Por mais tecnológico que esteja tudo hoje em dia, eu ainda prefiro papel e caneta. É justamente isso que eu uso para manter a organização nas tarefas diárias. Quando estudava, anotava tudo nos cadernos, provas, trabalhos e copiava o que dava das aulas. No trabalho, as agendas viraram minhas melhores amigas, anoto para hoje, amanhã e para daqui dois meses. Ano passado ganhei um planner de aniversário e o planejamento fica bem mais fácil.

Em vez de ter uma página para cada dia, ele tem uma semana em duas páginas e possibilita que a gente enxergue todos os dias, sem precisar ficar folheando. E o que funciona para mim? Toda segunda-feira planejo a semana, anoto os compromissos já marcados e tarefas fixas. Uso canetas coloridas, marca-textos e destaco cada coisa de um jeito.

Em dias específicos faço uma lista de coisas mais pontuais logo pela manhã e depois vou eliminando uma por uma, para seguir a ordem e saber que tudo foi feito. Já tentei não anotar e não dá certo, eu esqueço. Acho que é justamente o excesso de tecnologia que faz a gente esquecer. Já pensou quantos números de telefone você sabe de cabeça hoje? Justamente porque não discamos mais. Então, escrevendo me lembro mais (ou esqueço menos).


LEIA OUTROS ELAS INDICAM: