Elas indicam: técnicas e truques para ter sobrancelhas lindas

Por aqui nos aventuramos pela linha, cera, pinça, micropigmentação fio a fio e shadow

Foto: Reprodução


As sobrancelhas emolduram o rosto, destacam o olhar e precisam ser cuidadas com carinho. Existem diversas técnicas para o desenho ou cuidado delas. Por aqui nos aventuramos pela linha, cera, pinça, micropigmentação fio a fio e shadow. Quer saber como funcionam estas técnicas e alguns truques para ter sobrancelhas lindas? Veja as nossas dicas!

 

Dica da Bruna Lovato
Micropigmentação

Foto: Arquivo Pessoal

 

Quando eu cansei de ficar toda a semana fazendo a sobrancelha em casa, ou indo ao salão, optei por fazer algo que me desse um tempo maior de ‘descanso’. Em junho de 2017 eu fiz micropigmentação, que é basicamente um procedimento estético que consiste em aplicar uma espécie de tinta na pele dessa região, com auxílio de um aparelho com uma agulha bem fininha, para delinear e corrigir falhas. Na época foi usada uma pomada anestésica, mas uma dorzinha suportável dá para sentir. O resultado valeu a pena.

Um ano depois eu deveria ter feito o retoque, mas não achei necessário. A marcação ainda está no meu rosto e, hoje, as partes que estão um pouco apagadas eu corrijo com sombra marrom. Para mim foi ótimo, pois sempre tive as duas sobrancelhas desparelhas, então quando tentava fazer em casa acabava tirando errado com a pinça. Hoje consigo tirar o excesso me baseando no contorno desenhado na pele e faço isso a cada 15 dias e, às vezes, até em um intervalo maior de tempo, pois a impressão que dá é de estar sempre com a sobrancelha feita.

 

 

Dica da Marília Nascimento
Shadow

Foto: Arquivo Pessoal

 

Demorei um tempo até fazer a primeira vez a sobrancelha, lembro que foi quando me preparava para as fotos do debut (faz tempo!). Desde lá sempre mantive fazendo no salão ou em casa mesmo. Mas, o que eu acabava não notando, é que estava tirando mais do que o necessário e a sobrancelha não estava mais simétrica. Agora já são quase três anos que faço com uma superprofissional, aos poucos tentamos que meus pelos crescessem novamente, só que em alguns locais não tinha jeito, eles não voltavam. Fiquei dois anos esperando e, ao mesmo tempo, já estudando uma possível micropigmentação.

Depois de muita conversa decidi pela micropigmentação fio a fio em janeiro. Amei o resultado e voltei a ter sobrancelhas. No dia a dia acabava passando a sombra e deixando ainda mais escura, o que me levou a fazer o retoque antes de um ano e optar por outra técnica, a shadow, que já deixa o efeito mais escuro. E amei! Super indico a micro. Dói, mas não é nada insuportável e o resultado é tudo de bom. É importante procurar uma profissional que você confie e que saiba te escutar, assim o resultado vai ser melhor. Hoje eu sigo fazendo o design uma vez por mês para manter o desenho, sempre com linha.

 

Dica da Paola Severo
Cera e pinça

Foto: Arquivo Pessoal

 

No departamento das sobrancelhas pode-se se dizer que eu vim com sorte ao mundo já que as minhas são bem cheias e já têm um formato natural que em geral eu gosto. Neste sentido não é necessário fazer muito, já que eu curto essa coisa meio taturana, Malu Mader nos anos 90, sabe? Para manter o formato um pouco mais desenhado dos fios uso pinça para limpar aqueles pelinhos que sobram na parte de baixo, próximo ao côncavo do olho.

Nas ocasiões em que vou ao salão fazer o buço a esteticista também remove com cera aquela penugem que fica na área da monocelha e na testa. Eu não costumava fazer isso, até que tentei uma vez e adorei o resultado. Parece que o olhar fica bem mais destacado. O resultado geral dessas duas pequenas intervenções é muito bom, mesmo que eu não precise demandar tanto tempo nem passar muito trabalho. Na hora de sair, costumo preencher algumas falhas com o gel de sobrancelhas Mark, da Avon, ou com o gel 2 em 1 da Eudora, que são salvadores.

 

Dica da Tássia Carvalho
Micropigmentação e Shadow

Foto: Acervo Pessoal

 

Sempre tive problemas com minhas sobrancelhas. Por terem poucos pelos e muitas falhas, fiquei por anos fazendo o design e preenchendo com hena uma vez por mês. Quando conversava com a profissional que cuidava das minhas, ela sempre me explicava que havia a possibilidade de a hena estimular o crescimento dos pelos nos locais em que havia falhas. Infelizmente isso não aconteceu comigo. Foram muitas idas até a profissional para a aplicação de hena, que durava em torno de 10 dias (isso porque eu cuidava ao máximo). Sem contar que dar aquela arrumadinha com uma sobra marrom também fazia parte da minha rotina.

Ate que um dia parei para pensar em todo o valor que já havia gastado e que ainda gastaria todo mês fazendo este tipo de manutenção. Eis que surge a salvação para as minhas sobrancelhas: micropigmentação fio a fio e shadow. Posso dizer que foi a melhor escolha que fiz, pois a técnica deu o contorno que precisava e ainda resolveu o problema com as falhas. Faz um ano que fiz o procedimento usando as duas técnicas. Depois disso, como meus pelos demoram para crescer, faço apenas o design de dois em dois meses. O importante é você ter confiança em quem cuida das suas sobrancelhas e saber se o resultado final vai te deixar feliz, assim como eu fiquei com o meu. Na verdade, posso dizer que me arrependo por não ter feito o procedimento antes.

 

Dica da Lua Rodrigues
Depilação com fio

Foto: Arquivo Pessoal

 

Faço a minha sobrancelha há quatro anos com a mesma profissional e o aspecto delas mudou muito (para melhor, claro). Utilizamos a técnica de remover os fios com linha (popularmente conhecida como depilação egípcia). O método é muito eficaz para eliminar os pelos sem deixar a pele irritada, machucada ou vermelha, o que é comum acontecer com o uso de outras técnicas como a cera ou lâmina, além de retardar o crescimento do pelo.

Na sobrancelha não sinto dor alguma. Já o buço é uma área mais sensível para mim e aí senti um pouco de desconforto, mas é muito rápido para ficar pronto. Vale dizer aqui que nunca fiquei com foliculite (aquelas bolinhas vermelhas) ao fazer a depilação com fio. Sempre deu muito certo e, por isso, recomendo.

 

Dica da Naiara Silveira
Clássica

Foto: Arquivo Pessoal

 

Eu sempre achei que sobrancelha demarca muito o olhar, por isso sempre gostei de cuidar das minhas. Mas, me considero bem clássica, gosto dela natural e, quando acho necessário, uso a pinça mesmo.

Isso acontece porque, no quesito sobrancelha, tenho sorte: desde criança tenho elas bem cheias e escuras, então nunca precisei preencher. Já tentei desenhar ela com cera, na adolescência, mas não curti muito o resultado porque elas ficaram finas demais - sem mencionar a dor. Depois desta experiência não muito legal para mim, rezei para que os pelos crescessem e passei a usar apenas a pinça. Desde então, tenho me habituado bem com esta técnica.

O mais importante para mim é manter elas minimamente limpas, tirando os excessos de tempos em tempos, mas com aspecto bem natural. A cada três ou quatro meses, mais ou menos, vou a uma profissional para desenhar ela novamente, com o formato bem curvadinho que eu adoro. Para mim, a modelagem profissional ajuda a disfarçar uma falha que tenho em uma das sobrancelhas, fruto de uma queda quando criança.

Aí, só mantenho o desenho, limpando principalmente a área entre as sobrancelhas e abaixo delas. Por mais simples que a dica possa parecer, eu indico: encontre o formato que mais te agrade, seja ele natural, com a sobrancelha mais grossa ou fina, resultado de pinça, cera ou fio. Seja feliz :D

LEIA OUTROS ELAS INDICAM