Personalidades brasileiras viram obras de arte em capa de revista

Cada obra foi escolhida de acordo com a personalidade dos entrevistados, que falaram sobre preconceito e censura na sociedade brasileira

Foto: Reprodução


Para fechar o ano de 2017, que teve uma discussão sobre os limites da arte, a Elle Brasil decidiu recriar, na edição de dezembro, pinturas famosas com grandes personalidades da cultura brasileira. Nas entrevistas, os personagens falam sobre temas duros, como preconceito, a sociedade brasileira e censura. 

Cada obra foi escolhida de acordo com a personalidade dos entrevistados. Caetano Veloso virou um retrato da série Joiners, de David Hockney, por causa de sua personalidade artística multifacetada. Já Lea T, a primeira modelo trans brasileira a fazer sucesso no exterior, recriou O Nascimento de Vênus, de Botticelli, questionando a essência feminina. 

Mona Lisa, de Da Vinci, virou Sonia Braga, uma das mais importantes atrizes do Brasil, e o casal Lázaro Ramos e Taís Araújo posou como O Beijo, de Klimt, para falar de amor em tempos de ódio. Por fim, o dramaturgo José Celso Martinez Corrêa foi escolhido para deixar O Grito, de Munch, com uma expressão alegre. 

A edição de dezembro da Elle Brasil, com cinco opções de capa, chega às bancas no dia 4 de dezembro.

VEJA AS CINCO CAPAS: