Cordão para óculos ganha novo design

Produzidas em correntes, bolinhas ou com características étnicas, as peças podem substituir algum elemento

Correntes para óculos viraram febre
Foto: Divulgação


A customização no ramo óptico, presente nas armações há alguns anos, chegou também nos acessórios. As cordinhas, antes utilizadas somente para segurar os óculos no pescoço, agora ajudam a compor o visual. O acessório voltou à moda nos anos 1990, quando passou a ser considerado um item de estilo. Recentemente, voltou a cair no gosto dos fashionistas por conta de desfiles como o da Balenciaga, que incorporou o objeto entre os diferenciais da coleção. Na televisão é possível ver a tendência no figurino da personagem Sophia, interpretada pela atriz Marieta Severo na novela O Outro Lado do Paraíso, da Rede Globo.

Produzidas em correntes, bolinhas ou com características étnicas, as peças podem substituir algum elemento, conforme destaca a lojista da Associação do Comércio de Joias, Relógios e Óptica do Rio Grande do Sul (Ajorsul), Andrea Neumann. “Nem sempre é necessário ficar com os óculos no rosto o tempo todo, e a cordinha oferece uma solução prática. Os novos modelos unem essa praticidade ao diferencial visual da peça, capaz de substituir um colar ou uma pulseira.”

Apesar das novas cordinhas terem um tamanho maior do que as convencionais, elas são tão leves quanto as armações. O valor do produto pode variar entre R$ 40,00 e R$ 300,00, de acordo com o material de fabricação. As opções para o consumidor também são supervariadas. Há o modelo mais discreto e tradicional em metal (a exemplo da foto que está em destaque nesta página), assim como também existem aqueles bem chamativos, com elos em acrílico ou até mesmo com adereços, para quem não tem medo de ousar. E você? Usaria essa novidade?


LUANA RODRIGUES

luana@gaz.com.br