Fora dos padrões, Adwoa Aboah causa impacto no mundo da moda

Modelo foi a capa da primeira edição da "Vogue UK" sob o comando do editor Edward Enninful

Adwoa Aboah
Foto: Divulgação


Indo na contramão das modelos com milhões de fãs no Instagram, a inglesa Adwoa Aboah possui 444 mil seguidores, um número que pode ser considerado pequeno perto dos 2 milhões de Kaia Gerber, filha de Cindy Crawford, e dos 37 milhões de Gigi Hadid. Porém, para o Conselho Britânico de moda, responsável pelo Fashion Awards, seguidores não são os mais importantes, mas sim "o impacto global de um modelo, homem ou mulher, que dominou a indústria pelos últimos 12 meses".

Adwoa realmente chamou atenção este ano. Ela foi a capa da primeira edição da "Vogue UK" sob o comando do editor Edward Enninful, posou para o calendário Pirelli, marcou presença em passarelas por todas as principais Semanas de Moda e também se tornou rosto de marcas como Marc Jacobs Beauty e H&M. Adwoa também foi escolhida este ano como uma das 500 personalidades mais influentes da moda, pelo site "Business of Fashion".

Aos 25 anos, a modelo aparece com um visual diferente dos padrões de beleza, cheia de sardas no rosto, careca e com dentes tortos. Com pais no ramo da fotografia de moda e agenciamento de modelos, Adwoa tem um histórico de abuso de drogas e de doenças mentais. 

Porém, além de sua carreira como modelo, ela também se tornou uma forte voz no ativismo. Adwoa é a fundadora da plataforma "Gurls Talk", que encoraja que meninas conversem sobre os problemas que enfrentam, como pressões sobre o corpo, sexualidade, saúde mental, vícios ou "o que elas quiserem". De acordo com o site do projeto, a ideia é mostrar que outras mulheres podem estar passando pelas mesmas dificuldades e que, juntas, é mais fácil superar o que for.