O macacão está de volta

Ele virou peça de moda nos anos 1930, voltado para crianças. Na década seguinte foi adotado pelas mulheres

Foto: Divulgação


Pode tirar o macacão do armário. A peça versátil voltou à moda (e ao guarda roupa das famosas) já no clima do verão, com tecidos mais leves e nobres, como linho e seda. “É uma peça que todo mundo pode usar e não precisa de muita coisa para ficar elegante”, defende a consultora de moda e influenciadora Lilian Paiva. “O macacão é uma peça democrática que pode ser favorável para todos os tipos de corpos, basta ter a modelagem e o tecido corretos”, confirma o estilista Arlindo Grund, apresentador do programa Esquadrão da Moda, do SBT.

A regra de ouro, dizem os especialistas, é fugir dos modelos muito justos. “O tecido mais claro aumenta o visual e atrai mais atenção para pontos que queira disfarçar”, alerta o apresentador. O sapato correto é fundamental. Nos modelos flare, tipo boca de sino, caem bem os saltos altos. Já os mais curtos, como os pantacourts e as jardineiras, pedem um tênis descolado.

Quanto ao tecido, linho é a melhor aposta, e a seda é atemporal. Para durar mais tempo no guarda-roupa, o estilista Arlindo Grund recomenda os tons mais sóbrios: azul-marinho, preto, branco e cinza. Na hora de combinar com o resto do guarda-roupa, Lilian Paiva indica o modelo com alça fina e decote generoso para usar com camisetas “mais podrinhas” com estampas ou frases.