Mercado da Moda: as formas de uma loja virtual gerar tráfego e vender mais

Os caminhos do Marketing Digital se fazem necessários com o uso de todos os canais possíveis

Foto: Divulgação


A venda de produtos de moda na internet como sapatos, vestidos, camisetas e bolsas depende de conhecimento de mercado, comportamento do usuário, layout da loja, sazonalidade, preços e muitos outros fatores. Mas todos esses pontos somente são validados quando o site recebe uma quantidade grande de usuários, dando sentido ao negócio. Para isso, os caminhos do Marketing Digital se fazem necessários com o uso de todos os canais possíveis para tal, e ter uma lista das formas de trilhar esse percurso corretamente é uma “mão na roda” na hora de planejar toda a ação, evitando muito suor dando voltas em vão.

Marketplaces
Os Marketplaces e buscadores de produtos de moda devem estar sempre dentro dos planos devido à capacidade desses canais poderem injetar instantaneamente uma quantidade grande de usuários filtrados e já dispostos a comprar os itens anunciados. Mas para isso, a medição do ROI (Return Over Investment, ou retorno sobre o investimento em português) para cada plataforma escolhida é essencial, pois tal parâmetro guiará os futuros investimentos para os sites mais rentáveis.

“A estratégia é muito boa seja para uma visão de longo prazo ou pontualmente, pois o negócio ganha um giro muito maior. Entretanto, a concorrência pelo melhor preço, qualidade das fotos, descrição e título dos produtos fazem muita diferença no resultado final, visto que a concorrência com e-commerces de qualidade dentro desses canais é alta”, diz Leonardo Alonso, fundador do Lounge A, um dos maiores buscadores de produtos de moda do Brasil.

SEO
O termo SEO (search engine optimization, ou otimização de mecanismos de busca em português) representa um conjunto de metodologias que visam melhorar a visibilidade de um e-commerce em sites de busca como o Google. Devido à complexidade do tema, um processo de aprendizado e prática é necessário para quem gerencia o negócio, mesmo que seja para avaliar a evolução do trabalho de um funcionário ou terceirizado. “No ramo da moda, o SEO é um dos motores dos e-commerces de sucesso, mas é algo pensado para o longo prazo, pois os resultados levam meses para se tornarem visíveis”, completa Leonardo.

E-mail Marketing
Uma das ferramentas básicas das lojas virtuais é o e-mail marketing com as famosas news da semana, promoções e queimas de estoque, sendo muito eficientes se a lista de e-mails for segmentada. A regra de sucesso é estar sempre a realizar filtragens de interesses para que se chegue ao consumidor ativo, excluindo e-mails que nunca abrem os envios ou segmentar o público (masculino e feminino por exemplo) para evitar que a campanha não acabe se tornando spam.

Banners e Adwords
Quem nunca visitou um site de produtos e depois passou a ver a propaganda do mesmo em banners ao navegar por outros conteúdos? E quanto aos links patrocinados no Google? Quando o assunto é links patrocinados (Adwords), um e-commerce pode escolher termos que são mais relevantes e compatíveis com a linha de produtos como “bolsas de couro”. Mas o segredo do negócio está em explorar a cauda longa das buscas como ‘bolsas de couro pretas’ ou ‘bolsas de couro com alças’. Apesar do trabalho ser muito maior, a concorrência por esses termos é menor que os termos mais genéricos, permitindo um custo por clique mais baixo”, completa Leonardo. “Já no caso dos banners, o maior ganho está no Remarketing, voltado para quem já visitou o site”, finaliza.

Redes Sociais
O tráfego orgânico vindo de redes sociais nunca será igual ao de outros canais, mas pode render muitos frutos quando se cativa o cliente, tendo uma taxa de conversão mais alta. Seja no YouTube, Instagram, Facebook ou outra Plataforma, uma boa comunicação e interatividade se fazem necessárias para o sucesso nesse meio.

E além das vendas, as Redes Sociais ainda são uma excelente ferramenta para a construção do nome da Marca, permitindo que mais e mais pessoas estejam conectadas. Neste caso, a parte patrocinada de divulgação faz toda a diferença para se ter aquela base grande de seguidores.

Definitivamente as estratégias de captação de clientes é necessária para um comércio eletrônico, seja no ramo da moda ou em qualquer outro setor. Para o vestuário, o timing é importantíssimo por conta não apenas da estação, mas das novidades da moda em si. Produtos que já não são mais desejados podem travar qualquer operação de comércio eletrônico e estrangular uma empresa. Assim, o uso das ferramentas disponíveis é essencial para a sobrevivência e prosperidade, com esta última vindo com o aprendizado, erros e acertos e o mapeamento dos pontos de entrada de tráfego mais prósperos e rentáveis para o público que consome de verdade.