Confira o que será tendência na próxima estação

Tons terrosos, conforto e padronagens clássicas serão algumas das opções

Foto: Reprodução


No vestuário, a opção é para tons mais quentes. Na boca, as cores mais fortes vão viralizar. Já nos pés, os tênis e coturnos são opção. Com o outono batendo na porta (ele chega no dia 20), já são apontadas as tendências de cores, roupas, makes, sapatos e outros itens da moda para o outono/inverno 2020.

A Pantone, responsável por ditar as tonalidades do ano, apontou o azul e o verde como cores de 2020. As duas juntas representam a natureza e trazem serenidade e conforto.

As tonalidades estão incluídas nas cores do inverno e trazem ainda outras variações. A cartela de cores para a estação é baseada em tons terrosos, como terracota, marrom-argila, mostarda e rosa-urbano. “Retratam diretamente elementos dos anos 70 e 80 e ao mesmo tempo são cores muito fáceis de combinar com peças que já temos no armário”, explica a estilista santa-cruzense Jessica Tricta. Ela ainda dá dicas de peças e estampas que serão tendência para a nova estação.

Tendências de roupas e sapatos
Para sair com o look em dia no inverno, aposte em mangas longas e bufantes, além das transparências e dos babados. Já nos pés, os tênis estão em alta, assim como os coturnos. “As cores que se destacam são verde, rosa e vinho. As mules também ganham destaque”, salienta Claudia Cristina Soder Kaercher, empresária do ramo calçadista.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

 

Confira

Animal print -
No último verão, tivemos a volta das estampas de onça; para esta estação, as estampas de cobra ganham destaque em diversas versões de cores e padronagens. “Se você tem medo de arriscar, aposte em tonalidades mais discretas ou em acessórios, e já adiantamos que o próximo animal print será a zebra.”

Foto: Reprodução

 

Trench coat - Casaco clássico que ganha versões ainda mais versáteis e em bases mais leves vindas do sportswear. “Essa peça é perfeita para usar de sobreposição em looks tanto do dia quanto da noite. Aposte em tonalidades neutras como preto, areia ou até o verde, pois essa peça nunca sai de moda.”

Foto: Reprodução

 

Sportswear - Por conta do movimento forte em busca de um estilo de vida saudável, o sportswear deixou de ser apenas uma roupa utilizada durante o exercício físico. “Temos referências fortes, como as jaquetas corta-vento e calças joggers, que ganharam versões mais trabalhadas e, apesar da sua essência casual, são itens que proporcionam estilo e conforto para os dias mais frios.”

Foto: Reprodução

 

Comprimento mídi - O mídi foi o famoso comprimento das saias dos anos 50 e há cerca de dois anos ganhou força com o público jovem brasileiro. “E é perfeito para usar com botas de cano curto ou longo.”

Foto: Reprodução

 

Padronagens clássicas - Assim como no verão temos tendência a usar cores mais vivas e estampas vibrantes, no inverno optamos por padronagens mais clássicas, em cores sóbrias. “O xadrez e as listras são grande exemplo disso, e para este inverno temos os clássicos xadrezes tartan, porém com leves acentos de cor, rebuscando a tendência retrô dos anos 70 e 80.”

Foto: Reprodução

 

Veludo - O veludo canelado ganhou uma releitura moderna e jovem. “Além da modelagem mais casual, o visual ganha muito estilo nas cores terrosas, como marrom e terracota.”

Foto: Reprodução

 

Maquiagem com atitude
Já para as makes dos dias mais frios, há uma nova tendência. O rock and roll invade os rostos, dando mais espaço e liberdade às cores mais fortes, com destaque para os olhos e a boca.

A novidade surgiu nos desfiles de moda da São Paulo Fashion Week Outono/Inverno 2020, que ocorreu em outubro. É muita máscara para os cílios e sombra preta ou chumbo com efeito esfumado. Algumas marcas ainda apostaram em esfumar a parte inferior dos olhos. Tons roxos também são apostas.

Os lábios para a estação serão opacos, sem gloss e sem brilho. Batons com tonalidades mais escuras, como vermelho, vinho, roxo e berinjela, serão os mais usados. No entanto, atenção: para mesclar olhos marcados e batons fortes, é importante ter uma dose de equilíbrio e não beirar o exagero.

Foto: Reprodução