Santa Cruz já tem atendimento pediátrico domiciliar

A modalidade de atendimento se tornou popular nas capitais, mas até então, não estava disponível aqui no município.

Foto: Kitwe Narciso


Quando se trata da saúde de crianças, todo o cuidado é pouco. É muito comum ver por aí histórias de mães e pais que subestimaram os sintomas apresentados pelos pequenos e realizaram a automedicação, resultando assim em várias complicações e problemas. A questão é que, quando os sintomas não são tão graves, parece menos necessário se aventurar em filas de um Pronto Atendimento ou até mesmo de um consultório. É aí que as consultas pediátricas em casa podem ser uma boa saída. A modalidade de atendimento se tornou popular nas capitais, mas até então, não estava disponível aqui no município.

Dessa maneira, o médico pediatra é capaz inclusive de fazer um atendimento em maior profundidade, visto que estando no ambiente em que a família vive é possível observar coisas que no consultório não seria possível, como no caso de uma criança que tem alergia e dorme rodeada de bichos de pelúcia - o que não é recomendado nessa situação.

Foto: Kitwe Narciso

 

“Achei super importante (ter) a consulta em domicílio, pois há fatores de risco que o profissional médico só consegue identificar quando há essa proximidade. Além disso, há todo o conforto em estar em casa, sem ter que esperar em sala de espera. Adorei e super indico a consulta em casa”, conta Dáila Dorfey, a primeira paciente a receber o atendimento em Santa Cruz do Sul.

É fato que para um atendimento mais efetivo e humanizado, o ambiente onde os cuidados com a criança são realizados precise ser seguro e confortável. Isto porque, é necessário oferecer acolhimento e maneiras de amenizar a fragilidade emocional e física pela qual a criança se encontra quando passa por uma consulta pediátrica.

E nesse ponto, o atendimento domiciliar também ganha importância, porque, para ser cuidada, a criança não precisa sair do lugar em que se sente melhor: o conforto do seu lar. Dessa forma, ela fica mais à vontade, confortável e tranquila. Sem contar que dessa maneira, nem ela e nem os pais precisam ficar em salas de espera, o que diminui consideravelmente o risco de contaminação com outras doenças, algo muito importante, principalmente para os bebês.

Bom para as mamães e os papais também

É importante lembrar que o atendimento em domicílio não traz apenas benefícios para as crianças, mas para os pais também, como por exemplo, a praticidade de não precisar deslocar os filhos para outro local, não ter que lidar com estacionamento e toda a logística que envolve ir até o consultório.

Outra vantagem consiste nos cuidados exclusivos que é possível dedicar quando se está em casa. Ou seja, se a criança estiver com fome, passar mal, ou estiver suja, ela será atendida imediatamente.

A Dra. Clarissa Aires Roza, médica pediatra, é a primeira a oferecer o serviço em Santa Cruz do Sul. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 21096925 ou 992028763.


PAOLA SEVERO

paola.severo@gaz.com.br