Saiba como prevenir lombalgia e desconfortos durante a gravidez

Exercícios de leve intensidade e recursos para prevenir dores podem ser aliados do bem-estar das futuras mamães

Foto: Divulgação


Com a expectativa, as dúvidas e o amor, vêm também as dores da gravidez. Enquanto você está preocupada em comprar as roupinhas certas e montar o quarto mais aconchegante para o seu filho, o seu corpo trabalha em um ritmo acelerado para se adaptar a  essa nova fase da vida. Durante o período, é muito comum que as futuras mamães sintam desconfortos como cólicas, dores nas costas e até na parte inferior da barriga.

O último trimestre da gestação é o período em que as mudanças no corpo são mais sentidas. É principalmente neste momento que algumas alterações posturais podem causar dor. A lombalgia gestacional, caracterizada pela presença de dor na região inferior e posterior das costas, é um dos sintomas comuns e costuma se acentuar nas últimas semanas de gravidez.

“Isto ocorre porque há um deslocamento do centro de gravidade do corpo para a frente em consequência do aumento da barriga, fazendo com que a mulher adote uma postura para compensar as alterações. Esta postura é caracterizada pelo aumento da curvatura lombar, chamada de hiperlordose lombar, que sobrecarrega os músculos da região e causa dor”, explica Regis Severo, fisioterapeuta que atua na área de Pesquisa e Desenvolvimento da Mercur, indústria de recursos para a saúde e educação.

Segundo ele, é um processo natural do corpo humano frente às alterações que acontecem no organismo da mulher. Para prevenir o desconforto, recomenda exercícios de leve intensidade para a melhora da postura, como alongamentos da região posterior das pernas e costas. Os exercícios de fortalecimento da quadril e coluna também podem ser indicados, desde que acompanhados e orientados por um profissional especializado e com intensidade e frequência específica para cada mamãe, de acordo com as orientações médicas. O objetivo destes exercícios é proporcionar maior flexibilidade, força e resistência muscular para auxiliar tanto na redução do desconforto no final da gestação quanto para preparar o corpo para a recuperação pós parto.

Além disso, o uso de órteses abdominais que aliviam a sobrecarga aos músculos desta região e concedem uma menor pressão sobre a coluna lombar. “A órtese é ideal para sustentar o peso da barriga sem comprimir o abdômen, reduzindo a pressão sobre a pelve e o nervo ciático. Uma órtese abdominal também serve para aliviar a tensão sobre os músculos e ligamentos, pois há uma menor necessidade de curvar a coluna lombar para compensar a postura, o que diminui o desconforto nas pernas e costas”, explica o fisioterapeuta.

Outros acessórios úteis para aliviar as dores que chegam com a gravidez são a meia calça de compressão, que auxilia na circulação e evita varizes, a bolsa para água quente, que auxilia a aliviar tensão muscular na região lombar e os travesseiros de gestante, que oferecem um bom suporte para a barriga e costas, as áreas mais afetadas nesta época.

É muito importante ressaltar que tanto o uso da órtese abdominal, quanto a realização de exercícios físicos durante a gravidez devem ser orientados por um profissional habilitado.

Fonte: Mercur