O que são os superalimentos e para que servem?

Nutricionistas apontam que eles realmente podem beneficiar a saúde

Foto: Divulgação


Nos últimos meses, mais uma tendência em bem-estar e saúde começou a se popularizar nas redes sociais. São os superalimentos, tipo de produto alimentar com maior índice nutritivo e que, por isso, traz grandes benefícios ao organismo. 

Apesar de ainda não existirem pesquisas específicas sobre os superalimentos, muitos nutricionistas apontam que eles realmente podem beneficiar a saúde. Porém, eles não funcionam como remédios. Ou seja, a fórmula deles não é milagrosa para curar qualquer tipo de enfermidade. 

Aliás, os superalimentos só são eficientes se acompanhados de uma alimentação equilibrada. Na prática, pode-se dizer que eles funcionam como os suplementos. Eles não substituem os tradicionais hábitos saudáveis, como uma dieta balanceada e exercícios físicos, mas ajudam o organismo no geral. 

Quais são os superalimentos? 

Foto: Divulgação


De acordo com o site da Q48, uma das principais fabricantes desses produtos, há superalimentos para todas as necessidades e desejos. Se o indivíduo quer emagrecer, por exemplo, ele pode ingerir goji berries, uma fruta bastante consumida na região do Tibet que está popular no Ocidente. 

Além de auxiliar na queima de gordura, o goji berry possui cyperone que faz bem para a pressão arterial e agentes antiinflamatórios. Portanto - como outros alimentos - esses produtos não têm apenas um benefício para a saúde. 

Outro aspecto interessante dos superalimentos é que eles estão ajudando muitas pessoas a descobrirem novos sabores. O próprio goji berry é um exemplo disso. Durante bastante tempo, essa fruta só era conhecida pelos orientais e agora pode ser consumida em todo o mundo. 

Como consumir os superalimentos?

Foto: Divulgação


Os superalimentos podem ser usados na água, em sucos, shakes, bolos e outros alimentos funcionais. Isso irá depender das especificações dadas pelo fabricante e do gosto do consumidor. 

Para quem deseja começar a consumir esses produtos, é importante salientar que nenhum deles tem uma fórmula mágica. Por isso, tomar um superalimento e esperar que ele será o único responsável pelo ganho de massa muscular — sem qualquer outra atitude — é um grande engano. Os superalimentos garantem os melhores resultados quando servem de aliados de uma boa dieta e de uma rotina de exercícios.