Virgindade e uso de coletores menstruais

Representando uma evolução social, os copinhos amenizam os desconfortos e as inseguranças do período menstrual

Foto: Reprodução


Assim que as garotas entram na puberdade, entre os 10 e 13 anos, uma dúvida paira na cabeça: "como será quando eu menstruar?". Como não é possível prever uma data exata para a primeira menstruação da vida acontecer, questionamentos sobre os melhores métodos para lidar com o fluxo sanguíneo neste momento são bem comuns. Uma das alternativas é o coletor menstrual, um copinho inserido no início do canal vaginal - e se engana quem pode pensar que essa inserção possa vir a tirar a virgindade de meninas que optem por este meio de lidar com a menstruação.

De acordo com a Dra. Guísella de La Torre, ginecologista parceira da Fleurity - marca líder no desenvolvimento de produtos para a saúde feminina - meninas virgens podem usar os copinhos sem nenhum problema e não será o coletor que irá tirar delas esta característica.

"Virgindade é o conceito de mulheres que nunca tiveram relação sexual. O hímen, que é uma pele que fica na entrada da vagina, tem orifícios por onde passam a menstruação e, conforme sua configuração, facilmente o coletor menstrual pode ser colocado através dele, não tirando a virgindade das garotas", explica. "Em algumas mulheres, o hímen é mais sensível e pode ser rompido até mesmo com exercícios físicos. Em outras, ele é mais resistente e nem após a relação sexual ele é rompido. A ausência dessa pele não diz se a menina é virgem ou não".

A ginecologista explica, ainda, que tanto os absorventes internos quanto os coletores menstruais são seguros e feitos para serem usados em todas as fases da vida da mulher que menstrua. Segundo ela, os copinhos têm a vantagem de serem feitos de silicone hospitalar, com corantes que são hipoalergênicos, causando uma segurança muito maior na utilização, porque diminui o risco de alergias, infecções e outros tipos de complicação.

"Os coletores amenizam os desconfortos e as inseguranças do período menstrual, pela liberdade de as mulheres poderem usar biquínis, praticarem atividades físicas, por não marcarem nas roupas e reduzirem as chances de vazamentos. A principal dificuldade das meninas que menstruam pela primeira vez é o medo de inserirem o copinho na vagina, mas indico que façam isso no consultório dos seus ginecologistas, para esclarecerem as dúvidas", conta a Dra. Guísella. "Cada mulher vai se adaptar melhor a um produto e essa diversidade é importante porque agrada a todos. Os coletores são uma evolução social, tanto pela sustentabilidade quanto pela liberdade que proporcionam", finaliza.