Como melhorar o metabolismo e fazer o corpo queimar calorias

Muitas pessoas tentam de tudo para emagrecer, mas relatam dificuldades por causa do metabolismo lento

Muitas pessoas tentam de tudo para emagrecer, mas relatam dificuldades por causa do metabolismo lento. Ou seja, não adianta apenas levar em consideração a quantidade de calorias ingeridas e queimadas, a ação do metabolismo expressa como o organismo transforma essas calorias em energia.

O metabolismo é o conjunto de processos relativos ao consumo e gasto de energia. A sua taxa metabólica é a velocidade do seu metabolismo, ou a quantidade de calorias que você queima ao longo de um período específico.

São poucas as coisas que podem ser feitas para mudar o metabolismo, mas existem algumas maneiras eficazes de ajustá-lo, especialmente com o intuito de perder peso.

Treino de força

Foto: Divulgação

Muitas pessoas que têm como objetivo apenas o emagrecimento deixam de lado o treino de força. Mas a verdade é que esse tipo de treino pode queimar muitas calorias e, ao longo do tempo, melhorar também a composição corporal – e um corpo com mais músculos tende a ter um metabolismo mais eficaz. Treinos de força regulares significam que os músculos envolvidos estão queimando mais calorias nos períodos de repouso, e essa quantidade aumenta com a frequência dos treinos. 

Beber bastante água e chás

Foto: Divulgação

Outra forma de acelerar o metabolismo é evitar calorias líquidas “vazias”, como refrigerantes. Prefira o consumo de bebidas sem calorias, como água e chás. Bebidas estimulantes como chá verde e café também são conhecidas por seus efeitos estimulantes para o metabolismo, pois reduzem o apetite. Entretanto, é preciso cuidado para não beber chá ou café muito tarde para não perder o sono – dormir pouco pode ser um fator negativo para o metabolismo.

Movimentar o corpo

Foto: Divulgação

Não são apenas os exercícios físicos tradicionais que queimam calorias. Os movimentos tradicionais do dia a dia, como limpar a casa ou descer as escadas, também ajudam no emagrecimento, aceleram o metabolismo e podem ser feitos de maneira constante durante a semana. Um exemplo simples de inserir tais atividades na rotina é usar a escada ao invés do elevador ou andar um pouco mais para ir ao trabalho.

Treino de HIIT

Foto: Divulgação

O treino intervalado de alta intensidade (HIIT), que envolve exercícios aeróbicos realizados em máxima intensidade por um curto período de tempo, é comprovadamente eficiente para o emagrecimento. Mas ele também tem bons efeitos para acelerar o metabolismo, pois provoca o efeito Epoc – uma sigla que, em inglês, significa “consumo excessivo de oxigênio pós-exercício” e trata do aumento da taxa de consumo de oxigênio após um treino HIIT. Ou seja, o HIIT força o corpo a utilizar uma ampla gama de processos metabólicos e energéticos, mesmo após finalizar o treino.

Mais proteínas

Foto: Divulgação

Por incrível que pareça, realmente existe uma forma de queimar mais calorias comendo mais: consumindo proteínas. Ao comer proteínas, o organismo é forçado a usar energia para obter os aminoácidos que elas contêm. Isso é conhecido como “efeito térmico dos alimentos”, e faz com que as proteínas tenham um impacto menor em termos de equilíbrio calórico em comparação com outros macronutrientes, como carboidratos. Ao mesmo tempo, comer mais proteínas ajuda a criar mais músculos e a melhorar sua composição corporal, enquanto também reduz o apetite.