Endometriose atinge principalmente mulheres em idade reprodutiva

Doença atinge uma em cada dez brasileiras e pode levar à infertilidade

Foto: Divulgação


A endometriose é uma doença inflamatória que ataca o tecido do útero, os ovários, a bexiga e até mesmo o intestino. Sangramento e dores fortes durante a relação sexual podem ser indícios da enfermidade que atinge uma em cada dez brasileiras em idade reprodutiva, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

"O diagnóstico não é fácil e é mais comum em mulheres que estão no período reprodutivo. Além disso, muitas vezes os sintomas se confundem com cólicas menstruais", explica a ginecologista Maria Isabel Gondin.

Segundo a médica, situações mais graves levam à infertilidade. "Ela é a principal causa de infertilidade feminina. Quando o endométrio começa a crescer em locais como tubas e ovário, há inflamação e um processo espontâneo de cicatrização, o que acaba gerando mudanças anatômicas que impedem o pleno funcionamento das tubas, responsáveis pelos primeiros acontecimentos da fecundação. Além disso, as células inflamatórias podem afetar a qualidade do óvulo e do espermatozoide", conclui.

O diagnóstico é feito por meio de exames clínicos, laboratoriais e de imagem. Após a descoberta da doença, recomenda-se o uso de medicamentos prescritos por um profissional habilitado. Em casos de lesões maiores, devem ser retiradas cirurgicamente, sempre com recomendação médica.

Abaixo, alguns sintomas que podem indicar a doença:

- Cólicas menstruais fortes;
- Dores durante a relação sexual;
- Dores entre as menstruações;
- Dores ao defecar ou urinar;
- Sangramento na urina ou nas fezes;
- Infertilidade.