Medidas de higiene devem ser reforçadas no dia a dia

A melhoria de práticas diárias, como lavar as mãos, ajuda significativamente na redução dos riscos de infecções comuns

Foto: Pixabay


Se no calendário o Dia Mundial de Lavar as Mãos, celebrado anualmente em 15 de outubro, serve de alerta e busca promover a conscientização quanto à higiene, nos últimos tempos essas recomendações se tornaram ainda mais presentes. Diante da pandemia do novo coronavírus, o uso de álcool em gel, luvas, máscaras e higienização dos ambientes são tratados como fundamentais para a vida.

Embora sejam regras muito presentes no cotidiano de profissionais da saúde, em clínicas e hospitais, por exemplo, as medidas de higienização se tornaram mais rigorosas em empresas ou até mesmo dentro de casa. E o motivo para isso é simples: só assim será possível conter o avanço e circulação do vírus. 

Se havia dúvidas quanto à eficácia desses cuidados, recentes estudos confirmaram que esse é o caminho. É isso que diz um recente artigo do Conselho Global de Higiene (CGH) publicado na American Journal of Infection Control (Revista Americana sobre o Controle de Infecções): a melhoria de práticas diárias de higiene, como lavar as mãos, ajuda significativamente na redução dos riscos de infecções comuns.

A evidência demonstra que essa redução pode atingir até 50%. Com as iniciativas de melhoria da higiene implementadas para a minimização da propagação da Covid-19, os especialistas de saúde pública do CGH orientam atenção ainda maior aos melhores comportamentos de higiene adotados em residências e comunidades para auxiliar a reduzir a propagação de infecções.

LEIA TAMBÉM: Máscaras de tecido são eficazes? Infectologista tira dúvidas

 

ATENÇÃO

LAVE AS MÃOS – A lavagem das mãos e a desinfecção regular de superfícies são medidas-chave para a redução dos níveis dos micro-organismos nas mãos e nas superfícies frequentemente tocadas. A adoção de uma abordagem higiênica em casa e no dia a dia oferece uma maneira de maximizar a proteção contra as infecções.

PARA A VIDA TODA – Como o coronavírus se espalha facilmente entre as pessoas, a infectologista Sylvia Lemos, consultora em Biossegurança e Controle de Infecções e também integrante da Sociedade Brasileira de Infectologia, afirma que os cuidados individuais com higienização das mãos e o uso de máscaras são fundamentais para conter a pandemia. “Os hábitos que estamos adotando agora serão levados para toda a vida. É fundamental lavar as mãos, com água e sabão, fazer a higienização quando voltar da rua com álcool em gel. O ideal é ficar em casa. Se não for possível, é muito importante usar máscaras, manter a distância de um metro, no mínimo, e evitar aglomerações”, explica a infectologista.

LEIA MAIS: ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS

Autor: Dejair Machado / Caderno Boa Semana


NAIARA SILVEIRA

naiara@gaz.com.br