Vai fazer a unha? Veja cuidados para prevenir a micose

Especialista dá dicas para prevenção e tratamento da doença

Foto: Divulgação


Ninguém espera que ir à manicure ou fazer as próprias unhas se torne uma dor de cabeça, não é? Seja no salão ou dentro de casa, é importante tomar alguns cuidados específicos nesse momento para não adquirir uma doença e, assim, garantir a saúde e a estética das unhas.

Segundo a médica Dra. Bianca Borgo, os materiais utilizados na manicure e pedicure são grandes vilões para a transmissão de doenças como micoses e dermatites. Objetos de uso compartilhado, como alicates, tesouras, lixas, toalhas e até esmaltes, se não forem devidamente esterilizados e higienizados, podem ter tido contato com uma unha contaminada anteriormente.

"A onicomicose, nome técnico da micose de unha, é uma doença transmitida por fungos que podem ser transmitidos por esses objetos", explica a médica. Uma alternativa é lançar mão de um kit de manicure pessoal, além de tomar cuidado com o uso contínuo de esmaltes. Se utilizados em excesso, enfraquecem as unhas, já que possuem componentes químicos que as desgastam. "A recomendação é deixá-las ao natural pelo menos uma semana por mês para que se recuperem."

Caso, mesmo assim, as unhas sejam contaminadas pelos fungos das micoses, não se preocupe. "É um tratamento demorado, mas já existem remédios em diversos formatos com antifúngicos em sua composição. Um profissional indicará o ideal para cada caso", afirma Bianca.