Hora da limpeza: os cuidados que ajudam a evitar doenças

Veja como higienizar corretamente os ambientes, seja em casa ou no ambiente de trabalho

Foto: Divulgação


Nos últimos tempos, cresceram as orientações relacionadas à importância da higienização dos ambientes e do corpo como medida para reduzir os riscos de contágio e transmissão do novo coronavírus. Com isso a procura por álcool em gel e produtos mais potentes aumentou significativamente.

Embora a pandemia tenha motivado a maior dedicação à limpeza, tanto em casa, empresas ou órgãos públicos, os benefícios foram além da prevenção à Covid-19. Como um reflexo positivo disso, profissionais da saúde perceberam que doenças recorrentes nesta época do ano, como a gripe comum ou as alergias, estão em baixa. Mesmo que se trate de uma observação sem precisão científica, o entendimento é de que ao tentar prevenir o coronavírus, outros problemas acabaram sendo evitados. Também pode ter contribuído nesse processo o distanciamento social.

Diante disso, algo que nunca deve ser deixado de lado adquiriu ainda mais importância. Especialmente em períodos com grandes oscilações de temperatura, tirar o pó dos móveis, lavar roupas adequadamente e ventilar os ambientes são medidas fundamentais. Nas lojas de materiais e acessórios para limpeza, a busca por produtos tem sido crescente.

Mas é necessário tomar alguns cuidados. É o que aponta Vitor José Mantovani, proprietário da Santa Distribuidora. Segundo ele, a primeira recomendação é observar a segurança na hora de realizar a limpeza com o uso de luvas e máscara, por exemplo. Ele diz que algumas soluções podem ser muito agressivas e causar danos.

Dentre os produtos que Mantovani destaca como aliados na limpeza e prevenção de doenças está o hipoclorito de sódio em apresentações de 1%, 2,5% e 5%, nas quais não há necessidade de usar luvas. Inclusive, o hipoclorito 1% diluído em água é indicado para a lavagem de frutas e verduras. O detergente clorado, por sua vez, tem percentual de hipoclorito próximo a 20% e requer o uso de luvas.

No caso do álcool, o mais recomendado é o 70%, tanto em gel para as mãos como em líquido. “Já os mais puros evaporam muito rápido e são indicados para limpeza de móveis, por exemplo. Álcool com percentual inferior é ótimo aliado para limpeza de pisos”, completa.

Da mesma forma que cresceu a procura por produtos, os acessórios para limpeza também estão sendo bastante requisitados. Dentre eles estão os MOP, na versão spray ou giratório, que facilitam o dia a dia.

Características

- MANTENHA O AR EM CIRCULAÇÃO
Manter o ar em circulação dentro da residência é também uma forma de limpeza, pois as impurezas suspensas no ar são levadas para fora. Umidificadores podem ser úteis, principalmente em ambientes onde o ar esteja seco, evitando o acúmulo de poeira e outros resíduos ofensivos suspensos no ar.

- MANTENHA AS ROUPAS LIMPAS
O guarda-roupas costuma ser um local fechado, então é importante atentar-se ao cuidado e limpeza das peças. Após o uso das roupas, os tecidos devem ser lavados e, possivelmente, armazenados em embalagens fechadas a vácuo, pois tecidos como os de lã têm mais facilidade de alojar pelos e demais agentes causadores de doenças respiratórias e alergias.

- UTILIZE PANO DE MICROFIBRA AO INVÉS DE ESPANADOR
No momento em que for necessária a remoção de pó nos móveis, o ideal é usar um pano úmido de microfibra, ao invés do tradicional espanador. Assim, o pó é retirado com mais facilidade. Para quem possui animais de estimação em casa, a dica principal é a utilização de lençóis ou colchas para cobrir sofás e demais lugares onde os bichinhos costumam ficar. Assim, a remoção do pelo dos animais é mais fácil, evitando que o seu excesso permaneça no ambiente.

- PRODUTO IDEAL
Alguns produtos possuem cheiros fortes, a ponto de se tornarem um pouco desagradáveis. Para evitar problemas respiratórios e alergias no frio, busque aqueles com cheiros mais leves para usá-los como limpeza de chão e alguns móveis.

Mofo e umidade

Nesta época do ano, quando as variações do clima são frequentes, a umidade costuma ser um problema tanto em casa como nos apartamentos. Paredes pingando e pisos escorregadios incomodam muito nesta hora. Outra consequência é o mofo que forma-se nas paredes e tetos. Segundo Mantovani, existem produtos que absorvem a umidade evitando ou diminuindo a incidência do mofo. Após o aparecimento, há produtos que podem ser usados para a remoção, como detergente de pisos e até mesmo desengordurantes, indica o proprietário da Santa Distribuidora.