É preciso cuidado com a mistura de sol e frutas

Médicos alertam para as manchas e queimaduras na pele causadas após o contato com o alimento

Foto: Divulgação


Com as temperaturas subindo, é natural que se opte por comidas e bebidas refrescantes; e aí entram as frutas. Todas elas fazem bem para a saúde e são muito saborosas. No entanto, algumas, mesmo sendo saudáveis, podem provocar manchas na pele. Segundo dermatologistas, elas podem causar até queimaduras de terceiro grau.

O verão combina com praia, piscina, cervejas e sucos gelados. Mas no caso de limonadas e laranjadas, é necessário tomar alguns cuidados. Frutas como o limão, laranja, mexerica, morango e figo são responsáveis, muitas vezes, por levar a um quadro de fitofotodermatose. Imagine só: você capricha ao máximo no protetor solar e acaba ficando com manchas ou lesão na pele por causa de uma fruta.

Os médicos explicam que a fitofotodermatose é um tipo de dermatose causada pelo contato com frutas cítricas ou extratos das plantas e posterior exposição ao sol. O contato não necessariamente se dá com a planta em si, mas muitas vezes um espinho, uma seiva ou as substâncias presentes nas cascas do limão, da tangerina, da laranja e do figo, por exemplo. A dermatose ocorre nas áreas de contato com essas substâncias e que recebem a irradiação do sol.

Passeio no campo, fazenda e sítios também devem ser motivo de atenção, no contato com plantas e vegetais através da seiva, casca e espinhos. Todas as vezes que manusear qualquer uma dessas substâncias, em especial as frutas cítricas, é necessário lavar não só com água, mas com água e sabão, tendo a certeza de que todos os resíduos foram retirados. Deve-se tomar cuidado porque algumas vezes há alguns respingos em braços, abdômen e rosto, e isso pode gerar queimaduras.