Cinco dicas para aumentar a libido masculina

Rotina saudável pode ser excelente aliada no processo

Foto: Reprodução


As relações sexuais são consideradas parte importante na manutenção da qualidade de vida de grande parte das pessoas. Por isso, dedicar atenção à libido sexual pode ser um elemento significativo na busca pelo bem-estar individual.

As principais causas da falta de libido sexual são distúrbios emocionais e hormonais. Entre os homens, o problema geralmente está relacionado ao aumento da prolactina, hormônio responsável pela sensação de bem-estar após a relação sexual, e à deficiência no fluxo de sangue na região peniana, condição que causa ereção insuficiente.

O urologista e fundador da Lifemen®, rede de clínicas que reúne serviços especializados na área de saúde sexual masculina, Dr. Emilio Sebe Filho, recomenda visita regular a um médico especialista para a realização de exames que possam identificar os níveis de prolactina e fluxo de sangue no organismo. “Tais desequilíbrios podem ser causados inclusive por doenças como diabetes, anemia e hipotireoidismo”, ressalta.

Abaixo, o especialista pontua cinco maneiras de aumentar a libido sexual masculina:

1 - Ser saudável, ativo e ter alimentação balanceada

Para se ter um desejo sexual constante, é preciso que o organismo funcione corretamente. Isso significa, por exemplo, ter exames em dia, praticar atividades físicas regulares e se alimentar saudavelmente. “Quando esses aspectos estão desregulados, é normal que o homem comece a manifestar, involuntariamente, problemas na qualidade da vida sexual”, explica Dr. Emilio.

2 - Consumir alimentos afrodisíacos

Alimentos afrodisíacos são aqueles capazes de promover maior circulação sanguínea na região sexual ou estimulação direta de hormônios. Bons exemplos são: amendoim, leguminosa rica em vitamina E, vitamina do complexo B e arginina; e maca peruana, vegetal com grande valor nutritivo, responsável por uma elevação do trabalho do metabolismo corporal.

3 - Sair da rotina e ser mais criativo

Em muitos casos, a queda da libido sexual pode estar relacionada à manutenção de certa rotina dentro do relacionamento. Nesse cenário, a mudança nos hábitos diários e sexuais pode reacender o desejo.

4 - Controlar o consumo de álcool

Alguns homens sofrem com a falta ou queda de libido sexual por conta do consumo excessivo de álcool. A bebida pode aumentar confusão mental, desânimo e sono, resultando em uma queda no desejo sexual.

5 - Buscar auxílio médico

A falta ou queda de libido também pode estar ligada a fatores biológicos e metabólicos. O aumento da prolactina e o déficit no fluxo de sangue podem ser causas, assim como fatores emocionais. “Por isso, caso a falta de libido não seja revertida com os hábitos indicados acima, é recomendável que se procure um especialista no assunto, que possa investigar a questão e recomendar o tratamento indicado para cada caso”, conclui o urologista.

Fonte: Lifemen